Bannière

[ Inscrivez-vous ]

Newsletter, Alertes

Vários terroristas de Boko Haram mortos em bombardeamentos no norte da Nigéria

Imprimer

ABUJA, Nigéria, 12 Setembro (Infosplusgabon) - Vários terroristas da seita islamita Boko Haram morreram segunda-feira  num raide aéreo lançado pela Força Aérea Nigeriano (NAF) numa localidade no nordeste da Nigéria, perto da fronteira com o Lago Tchad, segundo um comunicado divulgado pelo porta-voz da referida estrutura militar, o brigadeiro Olatukunbo Adesanya.

 

Dois aviões de combates surpreenderam e destruíram o grupo terrorista, declarou o brigadeiro Adesanya citado na nota.

 

Sublinhou que, depois de avaliados os danos provocados pelos bombardeamentos, as estruturas visadas foram destruídas totalmente, bem como como todos os ocupantes das mesmas.

 

"Continuando a Operação Ruwan Wuta, lançada a 7 de setembro de 2017, a Nigerian Air Force (NAF) levou a cabo raides aéreos sobre estruturas onde flutuavam duas bandeiras da organização terrorista Boko Haram em Zanari, um seu bastião próximo do Estado de Borno (norte nigeriano) e frobnteiriço do Lago Tchad",  anunciou o porta-voz.

 

Antes dos bombardeamentos, muitos terroristas foram observados entrando em edifícios para se reunirem por uma estrutura de informações da NAF, de acordo com a mesma fonte.

 

Foi então que um dos aviões desta estrutura recebeu a ordem de destruir o alvo a fim de aniquilar os meios dos terroristas de Boko Haram, impedindo-os assim de se concentrarem e enfrentarem as nossas tropas da infantaria, acrescentou o porta-voz.

 

Os raides tinham ainda como incumbência permitir às nossas forças da infantaria deslocarem-se e "limparem" a zona, revela o comunicado.

 

 

 

FIN/INFOSPLUSGABON/MLP/GABON 2017

 

© Copyright Infosplusgabon

Qui est en ligne!

Nous avons 2597 invités en ligne

Publicité

Liaisons Représentées:

Newsflash

LIBREVILLE, 22 septembre (Infosplusgabon) -  Le scrutin de dimanche ne devrait pas bouleverser les équilibres politiques au Sénat. Le renouvellement est en revanche assuré, avec 43 % des sortants qui ne se représentent pas. Le résultat de ces élections influera sur la réforme des institutions voulue par Emmanuel Macron, qui nécessitera une large majorité au Congrès (députés et sénateurs).

 

FIN/INFOSPLUSGABON/TOP/LER/GABON 2017

 

© Copyright Infosplusgabon